quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Meu Diário NaNoWriMo #3

Olá amoras! Sentiram a minha falta? É eu sei, eu dei uma sumidinha, mas vocês não vão acreditar o que foi a minha vida nesse ultimo mês, principalmente na ultima semana. E é por isso que eu estou aqui.

Lembra que eu contei para vocês, em primeira mão, que eu iria participar do desafio NaNoWriMo? Até fiz uma pequena série sobre isso, onde contei um pouco como estava sendo a minha adpatção. Pra quem não faz ideia do que estou falando, vou deixar o link aqui.

Hoje eu vim relatar a experiência inteira. O que eu aprendi, como me senti e o que mudou na minha vida nesse ultimo mês. Quer saber mais? Continua comigo.




Antes de definitivamente começar, preciso avisar que... EU GANHEI!


Isso mesmo meu povo, nos 45 do segundo tempo, faltando poucos minutos para a meia noite, eu consegui 50k! A emoção foi tanta que até fiquei um pouco mal depois disso, de modo que fui dormir mais cedo, totalmente tonta. Mas valeu à pena!

Agora, como nós temos uma relação onde a confiança e a honestidade é necessária, preciso confessar. Eu não escrevi todos os dias.

Sinto muito. Muito mesmo. Mas nem todos os dias eu tinha inspiração ou saco para tal. Eu não costumo escrever todos os dias. Mesmo tendo como sonho me tornar escritora profissional, nunca fui de ter um hábito tão regular. Então quando me vi tendo que escrever todos os dias, foi demais. O que acabou me trazendo problemas, mas falo disso mais tarde.

Então sim, no começo eu me mantive firme e forte. Mas houveram dias turbulentos, dias em que tudo que eu queria fazer era da play no netflix e morrer. Ta, não era pra tanto. Eu procrastinei mais do que desejei morrer.

Mas eu acabei.


O livro ta pronto? Não. Achei que estava, de verdade. Mas me dei conta de que não abordei certos assuntos do jeito que eu queria, então depois vou dar uma melhorada na história.

Vou publicar? Só Deus sabe. O que posso prometer para vocês é que assim que o livro estiver ok, eu vou postar no Wattpad. Vamos vê como ele se sai com a opinião de vocês. Então se preparem, porque eu vou cobrar comentários e votos.

Agora, o mais importante, o que aprendi nesse desafio:

Como pessoa, aprendi que pra gente consegui algo tem que ralar muito. Sabe, escrever é um hobbie pra mim. Eu venho aqui, desabafo, converso com vocês, mas sem pretensão nenhuma. Não estou aqui pra fazer fama. Estou aqui porque gosto de escrever e porque tenho a vaga sensação de que vocês gostam de me ouvir.

Mas até então eu nunca tinha me deparado com um desafio tão grande. Então eu tive sim que arregaçar as mangas e fazer uma forcinha. E isso foi muito importante pra mim. Porque agora eu sei como e o que devo fazer.

Como escritora, eu aprendi que escrever não é fácil.

Sério gente. Eu venho aqui de coração aberto pra vocês e falo o que eu penso. Sim, em certas situações eu recorro a uma rápida pesquisa ou a opinião dos meus bff. Mas é isso.

Eu descobri o desafio faltando uma semana para começar. Era o meu primeiro contato e eu não fazia ideia do que fazer. Então tentei planejar como seria esse livro.

Uma coisa sobre o meu relacionamento com o planejamento: não existe.

Eu planejei mais ou menos, apenas pensando no que seria a história, quem seriam os personagens e como eu queria abordar isso. Escolhi um romance pela minha familiaridade. Podia ter feito outro livro de fantasia? Podia. Mas envolveria uma pesquisa que eu não tinha tempo para fazer. Então me joguei no romance.

Não tive expectativa nenhuma com esse livro.

Só pensei num tema que eu sempre quis abordar e me lancei. Era pra ser apenas um aperitivo, algo extremamente leve que me servisse apenas para praticar. Mas a história cresceu numa velocidade que eu me espantei. Se tornou algo tão grande que estou pensando seriamente em fazer mais volumes.

Mas o que eu quero enfatizar sobre o meu aprendizado nesse ultimo mês é:


  • Planejamentos são extremamente importantes


Pode ser você tenha uma facilidade em escrever tudo que lhe vem a mente. E de certa forma, eu até sou assim. Mas eu preciso que tudo esteja às claras, que eu saiba os próximos possíveis passos. Então sim, eu tenho vários caderninhos onde anoto tudo que julgo importante saber.


  • Escrever é aprender


O que significa que você tem que fazer isso todo dia, senão você desacostuma e fica difícil pegar o tranco depois. Senti isso na pele na ultima semana, quando me vi na metade do livro e sem saber como continuar.

  • Nunca, jamais, pare de escrever no fim de um capítulo


Até você lembrar o que queria fazer a seguir, já perdeu alguns minutos preciosos. Pare sempre no meio de um capítulo, ou então deixe uma nota do que vai acontecer em seguida. Isso salva vidas.


  • Programação e café nunca é demais


Se eu tivesse me programado melhor, com certeza não teria tido tantas dores de cabeças. E eu não estou falando no sentido figurado. Escrever tanto e nessa pressão fez muito mal para mim. E por quê? Porque a pessoa que vos fala não se programou direito e deixou de escrever, escreveu menos do que deveria e depois teve que compensar.


  • Perfeccionismo nem sempre ajuda


Vou contar pra vocês, eu sou extremamente perfeccionista. Principalmente quando escrevo.
E não é só no sentido de como a história deve ser. Não. Eu também sou perfeccionista no sentido de: se tiver qualquer erro gramatical ou ortográfico no texto, a escrita não flui. Me irrita vê aquelas "minhoquinhas" vermelhas e verdes embaixo das palavras.
Então eu aprendi a desligar o corretor do word. E nossa! Como a escrita fluiu. Vocês não tem ideia. Mal vi os capítulos passarem.


  • Em grupo tudo fluiu melhor


Havia grupos no fb e chats online para todos os Nano Ninjas que quisessem conversar e compartilhar. Claro, a gente fazia word war e se desafiava a escrever. Mas as conversas que tive ali, as pessoas que eu conheci, me ajudaram bastante. As competições eram super saudáveis, quando eu e outro nano competimos para vê quem de nós terminaria a história por ultimo.


  • Não é porque você é o escritor que está imune das emoções


Se eu contasse pra vocês o quanto eu me emocionei com essa história, não acabaria hoje. E não estou falando necessariamente de acontecimentos ruim. Eu vivi cada momento desse livro, me senti como os personagens. O que só serviu para me orgulhar do que escrevia. Você é o primeiro leitor da sua história. Não se esqueçam disso.


Enfim, acho que consegui passar o máximo para vocês. O desafio acabou, mas eu vou continuar tentando escrever todos os dias, testando meus limites e querendo sempre fazer o melhor. E aconselho à vocês a fazerem o mesmo.

Por hoje é só, mas fiquem atentos. Amanhã tem mais!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais