sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Once Upon a Time - 1ª Temporada

Hello darkness my old friend.

Não, pera. Errei. Vamos de novo.

Olá amoras da minha vida! Como vocês estão hoje? Ainda estão ai, ou decidiram curtir esse finzinho de sexta? Pra quem ficou em casa enquanto o resto dos amigos ta se embebedando, vai curtir a postagem de hoje.


Deixei de propósito de ultima hora.

Mentira. Me distrai mesmo.

Mas a postagem de hoje é dedicada especialmente a todos nós que não temos rolê e ficamos em casa na sexta, no fim de semana e no feriado. Você ai que é viciado em séries e prefere uma assinatura no netflix do que uma balada! Saiba que você não está sozinho.

Pra começar a falar de séries, resolvi falar de uma das minhas preferidas. Once Upon a Time!


Eu já falei resumidamente sobre ela num outro post. Se você não viu, não vai ver mais. Mentira. Vai ver sim. Só clicar em Regina Rainha, Mary Chatinha.

Na verdade, ter falado de algumas séries foi o pontapé inicial para criar essa coluna.

Mas vamos deixar de enrolação e partir pro que importa?

Como essas séries costumam ser longuinhas, resolvi que falarei de uma temporada por vez. Assim não vai ter tanta coisa importante faltando e todo mundo sai satisfeito. Vou tentar não dar muito spoiler, mas um ou outro sempre acaba escapando. Então já vou pedindo desculpas adiantadas.


Na cidade fictícia de Storybrooke, no Maine, Regina (Lana Parrilla) é uma rainha má que rouba memórias graças à maldição obtida por meio de Rumplestiltskin (Robert Carlyle). Suas vítimas viveram, portanto, uma realidade imutável durante 28 anos, sem ter qualquer noção de sua idade. Todas as esperanças estão depositadas em Emma Swan (Jennifer Morrison), filha da Branca de Neve (Ginnifer Goddwin) e do Príncipe Encantado (Josh Dallas). Ela é a única pessoa com a capacidade de quebrar a maldição e recuperar as lembranças perdidas, pois foi transportada do mundo de conto de fadas antes de ser atingida pelo feitiço.

Bom a sinopse já começa nos dando o pontapé inicial. Há uma maldição que trouxe todos os personagens de contos de fadas e foi lançada pela Rainha Má. A única pessoa que pode salvar a todos é Emma, a filha da Branca e do Encantado. Durante 28 anos, todos viveram dias praticamente iguais, sem saber o que eram e, principalmente, quem eram.

O primeiro episódio é bem confuso, como parece ser todos os primeiros episódios. Somos atirados numa realidade totalmente diferente, numa história que não conhecemos absolutamente nada.

Ah, sobre os contos de fadas: esqueça tudo que viu. Sua infância será destruída e você nunca mais pensara da mesma forma.

A série tem início no casamento de Branca com Encantado. Ou melhor dizendo, na interrupção que a Rainha faz no casamento dos dois. Ela chega toda divosa - se acostumem com isso, vai acontecer sempre - e anuncia pra quem quiser ouvir que não descansará enquanto não vê os dois infelizes. Até ai tudo bem. Nenhuma novidade.

Alguns personagens ficam preocupados, outros não.

E é ai que acontece uma espécie de conselho, uma reunião básica pra decidir o que deveria ser feito.

Vou logo avisando que amei o Zangado/Sonhador. Tem medo não aquele anão. Eita rimou. Desculpa, juro que não foi intenção. Tava tentando escreve estilo J.K, mas nao rolou. Bom, pelo menos tentei.

Ah, duas coisas. Os anões são do tamanho da Snow. A produção da série é péssima com efeitos visuais.

Estejam avisados.




Mas enfim, vamo andar com essa"resenha" que tempo é algo que eu nunca tenho. Que ironia meu signo ser regido por Saturno. ¬¬'

A Regina, através de uma breve aliança com Rumple, consegue uma maldição capaz de levá-los a um mundo sem magia, onde os personagens não se lembrarão de quem são e por isso não serão felizes,

Chega a ser filosófico isso.


Ela consegue, com muito esforço, e se torna a Prefeita Mills. Rumple é dono de uma loja de quinquilharias - todo objeto mágico ou não dos contos de fadas - e é temido por toda cidade. O Príncipe está em coma e ninguém sabe quem ele é, enquanto a Snow é professora infantil.

Emma vive bem longe dali. Isso porque, assim que descobriram o que a Evil Queen planejava mandá-los para um lugar desconhecido, eles se uniram e descobriram um modo de escapar da maldição.



Com a ajuda das fadas, Gepeto construiu um armário com uma madeira especial. Ali, caberia duas pessoas. Emma e sua mãe. Acontece que o velhinho estava preocupado com seu filho, Pinóquio, conhece? E omitiu a parte de caber duas pessoas. Assim, as duas crianças conseguiram passar para o outro mundo sem nenhum arranhão.

Os episódios são mesclados entre presente e passado. No mundo real, vemos como estão os nossos personagens preferidos e o que eles andam aprontando. No mundo encantado, conhecemos melhor sobre o passado de cada um.

Menina, nem te conto. É cada passado obscuro. É cada deslize. Fiquei chocada.

Mas vale à pena.

Emma consegue chegar a Storybrooke com a ajuda de seu filho, Henry. Acontece que a mulher teve um filho, mas se considerava incapaz de ser mão, por isso deu a criança pra adoção.

E advinha quem adotou o pequeno? Ela mesma. A Evil Queen.

Por essa vocês não esperavam!

Como assim a Rainha Má, a Madrasta da Branca de Neve, a Vilã tinha adotado um filho.

Tantas coisas sobre a Regina que vocês não sabem. Menina, é cada bafão.



Vou apenas dizer que cada personagem tem um lado bom e o lado ruim. Eles já tiveram partes em que se transformaram em verdadeiros vilões e outras que não passavam de um mocinho sonso. Essa indireta foi pra você Snow.

Nada contra. Mas essa coisa de fazer o que é certo, me irrita. Desculpa. Prefiro a Regina atacando maldição pra tudo que é lado.

Mas gostei bastante do desenvolvimento dos personagens. Eles foram muito bem escritos e cada história é de tirar o fôlego. Segredos é o que não falta. Só não ganha de Pretty Little Liars.

As histórias são muito bem elaboradas, se enroscando uma com as outras. Um ato falho numa, vira a chance de sucesso de outra. Os personagens se cruzam e descruzam. Sempre é uma surpresa as consequências e as causas.


Uma coisa que acho bacana é que, mesmo que estejam em outro mundo e sejam praticamente outras pessoas, o que é pra acontecer sempre acontece. Os casais se reencontram. Os vilões tem rixas com os mocinhos. Os mocinhos continuam sendo trouxas e confiando em qualquer um. Os personagens secundários continuam com poucas falas. E assim a vida segue tranquilamente.



Ah, falando de Chapeuzinho Vermelho - essa linda do lado da Ninja de Neve - que sacada genial a da história dela. Sério! Até hoje me espanto só de pensar. Esqueça toda a história de garota bonitinha que vai entregar os doces pra vovó. Ela não é meiga, na verdade é uma das mais decididas. E doces? Fala, sério!

Assistam o episódio. Vocês não vão acreditar. (É o 15º)


Bem gente, vamos ficando por aqui. Assistam a essa série, prometo que irão se apaixonar. Pra quem já assiste, um grande olá de trouxa pra trouxa. Porque mais trouxa que os fãs dessa série somente a Belle que acredita que o Rumple vai dar adeus ao seu lado Dark.


11 comentários:

  1. Oi!
    Sempre vejo essa série nas opções da Netflix, mas nunca parei para ver do que se tratava.
    Achei bem bacana e fiquei com vontade de assistir. Assim que concluir Bates Motel, vou começar a assistir Once Upon a Time, adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu gosto dessa série! Acredite ou não, eu me embarquei nela só por causa que muita gente dista que os efeitos especiais eram um lixo, e assisti só pra conferir. N o final das contas o pessoal estavam certo, o dragão que aparece no começo da 1° temporada parece mais um gif que eles encontraram na Internet. Mas de certa forma eu me viciei nela! Já estou na 3° temporada, e estou gostando. Realmente, a história de chapéuzinho é muito fantástica. Adorei o seu post. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu já acompanho essa série há muito tempo e realmente, nas primeiras temporadas foram ótimas, mas infelizmente agora chegou em um momento que eu não consigo gostar mais, ficou meio chato e repetitivo e estou assistindo mesmo por obrigação.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ainda não assisti essa série, mas foi por falta de tempo mesmo. Lembro que tinha umas moças, onde eu trabalhava, que falavam muito b em da série. Uma das coisas que você disse e me animou foi saber que os personagens foram bem construídos.
    Curti a postagem.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Oie amore..
    Olha... não sou muito de assistir filmes e séries, mais de um tempo pra cá to tentando dar uma chance ... e estou assistindo Once Upon a Time e estou gostando, apesar de as vezes ficar um pouco maçante a meu ver.
    De fato os contos de fadas são destruídos... e isso me fez pensar muito a respeito de muita coisa...
    Ai.. sou trouxa em dobro... porque sonho que o Sr. Rumple deixe seu lado sombrio de lado, assim como a Belle.
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiiii, tudo bem?
    Eu resisti muito até começar a ver essa série. Mas depois que comecei não parei mais hahhaha. Agora estou surtada esperando a 6ª temporada. Porque o final da 5ª .... olha, a gente não merecia hahahahhaha
    Uma coisa que também gosto nessa série é que ninguém é 100% bom ou 100% ruim. Até a fada azul é uma bruxa do mal hahahhaha. E a história de Peter Pan? uma das melhores na minha opinião ;)
    Acho que a história se enrola e se perde algumas vezes, mas sou dessas que não tô nem aí. Continuo acompanhando e vibrando hahahha
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu comecei a ver essa série há um tempo e eu tinha curtido bastante, mas não sei porque parei. Agora não lembro exatamente onde eu parei e estou com preguiça de assistir tudo desde o começo. Ler agora sobre ele me deu vontadezinha de passar por cima dessa preguiça e assistir tudo de novo mesmo sim! Eu lembro que já de cara tinha achado a Snow chatinha, mas isso é normal quando os personagens são feitos para serem muito perfetinhos, acho que irrita todo mundo.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    https://umavidaporlivro.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Acredita que eu larguei essa série logo no primeiro episódio? Não gostei muito de como os personagens estavam sendo apresentados e quando comecei a ver o segundo... Nem me dei o trabalho de continuar. Há uns meses assisti um episódio aleatório e percebi que não mudou muita coisa. Acho que só se eu tivesse muito tempo livre e séries em dia pra eu voltar nessa e quem sabe dar uma segunda chance. Gostei dos comentários que você fez.
    Um abraço!

    https://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu adoro fuçar nas séries do Netflix e já vi essa por lá, também já vi vários comentários positivos e indicações, mas ainda não me senti tentada a assistir. Talvez eu dê uma chance quando tiver um tempo livre e já tiver mais adiantada nas várias que já iniciem. Adorei a indicação!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  10. Apesar de ter achado essa serie muito interessante não disponho de muito tempo pra assistir serie, gosto muito de series que não necessariamente temos que acompanhar episodio por episodio, como sobrenatural big bem a teoria etc, achei as imagens bem chamativas e confesso que logo da uma empolgação em assistir

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Eu já conheço Once Upon a Time. É uma das minhas séries favoritas. Adorei seu post e adorei tudo da série. Você já assistiu as outras temporadas?
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais