quinta-feira, 29 de junho de 2017

If I Were A ̶B̶o̶y̶ Girl




Se eu fosse um garoto mesmo que por um dia
Você já parou para escutar esta música? Não falo apenas de ouvir, mas realmente parar para escutar o que a letra tem para nos dizer. Se você parar e tentar, talvez chegue a entender a grandiosidade e ambiguidade da mensagem que nela passada.

Eu levantaria da cama de manhã, sairia par aonde eu quisesse ir

Pode parecer algo banal para os homens (não querendo generalizar), mas na vida da grande maioria das mulheres esta não é uma possibilidade real. Nós garotas não somos acostumadas com tamanha liberdade. Desde cedo nos foi ensinado que garotos podem ir e vir, são livres para fazerem aquilo que bem entenderem. Mas é o dever da mulher permanecer em casa e esperá-los.
E mesmo depois que crescemos e conquistamos alguma liberdade, é falsa. Pois não podemos sair em qualquwr horário, para qualquer lugar e com qualquer roupa. Quantas vezes não nos sentimos desconfortáveis sob o olhar de alguém estranho, ou não tão estranho assim? Caramba! Hoje mesmo isso me aconteceu. 
E para os críticos de plantão: não, eu não estava usando roupa curta. Na verdade, estava de blusa de frio e moletom. O que não muda em nada. 

Beberia cerveja com os caras e iria atrás das garotas

Quantas garotas você conhece que bebem numa roda de amigos e falam besteiras sem o menor pudor ou traço de arrependimento? Da para contar nos dedos, se pararmos para ver.
E quantas realmente dão cantadas ao invés de recebê-las?
Pode ser que isto venha mudando, mas é algo tão pequeno, um processo lento se compararmos com o padrão.

Outra vez nos foi ensinado que garotas DEVEM SE COMPORTAR como "mocinhas". Ou seja, devem ser educadas, sempre gentis, falaram apenas sim, aceitar tudo que lhe é imposto, esperar que um bom garoto venha até elas e serem simpáticos com eles. E se eles não forem tão bons, ainda assim sorrir. E se for difícil arrumar um namorado, porque nós TEMOS que ter um namorado, a culpa é toda dela. 

MAS NÃO ENSINAM O MESMO AOS MENINOS!

Nem ao menos ensinam a serem gentis ou realmente bons com as garotas. Afinal, eles podem fazer o que quiserem.

Uma garota simplesmente NÃO PODE ficar num bar bebendo. Principalmente se tiver algum homem na sua roda de amigos. Isso a faz uma biscate. Uma garota NÃO DEVE se insinuar para os meninos, somente piranhas fazem tal coisa. Ela DEVE ser educada e não discordar, do contrário nunca arranjará um casamento. E sabe qual mulher nunca casa? Isso mesmo, uma vadia. 

Ficaria com quem eu quisesse e não seria confrontada por isso. Porque eles ficariam do meu lado.

Preciso dizer algo sobre isso? Basta lembrar que um garoto que pega todas é um garanhão, mas uma garota que faz o mesmo é UMA PUTA. 

E por quê?

Esta parece ser apenas uma música romântica, mas não é. Há elementos nela muito maiores que uma triste história de amor. Eu não sei vocês, mas toda vez que ouço essa música só consigo me perguntar uma coisa: POR QUÊ?

Por que garotas devem ficar presas a seus maridos/namorados? Por que devemos obedecê-los e fazer suas vontades cegamente apenas por conta de um órgão sexual e um pouco mais de testosterona? Por que garotas devem respirar por seus homens, mas não é ensinado essa mesma devoção a eles?

Não seria a hora de calarmos todas essas vozes da sociedade e sermos apena nós mesmos? Não há anda de errado em ser devota a seu marido e tentar fazê-lo feliz. Como também não tem nada de errado em tentar nos fazer feliz primeiro.
Sair quando quisermos, beber com nossos amigos, ficar com quem quisermos. E se não quisermos sair, ou beber, ou ficar com algum, tudo bem também. 
Deveríamos sermos nós mesmos. 

E não seria a hora dos garotos mimados e birrentos crescerem e aprenderem que nós mulheres não nascemos para agradá-los? Que às vezes gostamos disso, mas ás vezes também queremos ser agradadas.

Estamos no século XXI. Mas a sociedade parou há muito tempo. 

Chegou a hora de todos, homens e mulheres, terem sua própria voz e finalmente alcançarmos a nossa tão sonhada liberdade.

É tão simples.

E você que é realmente um garoto, nos faça um simples favor: nos deixe viver nossas vidas!



14 comentários:

  1. Lembro-me de quando essa música foi lançada, adorei, e olha que na época o Feminismo não estava tão evidente como hoje, mas já tinha percebido o quão realista e ousada (para uma sociedade machista) essa música é. Gostei muito de sua reflexão e concordo em vários pontos com ela, parabéns!! =D

    ResponderExcluir
  2. Que texto!! Parabens, me vi completamente presa do começo ao fim, concordo com seu ponto de vista, mulher deveria ter a mesma liberdade que os homens, deveriam ser respeitadas e conseguir andar pelas ruas sem medo do que poderia acontecer, deveria usar as roupas que quisessem sem que sejam taxadas como putas. Obrigada pelo belo texto, meu dia começou melhor sabendo que alguem compartilha da mesma opinião que eu!!!

    https://me-afogando-em-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Esse é o tipo de música que alerta a todos porque o feminismo é necessário. Aliás, a Beyoncé tem feito um trabalho incrível sobre conscientização. Adorei a mensagem do seu texto, ela traz muita verdade que infelizmente muitas pessoas não estão preparadas para admitir.
    Bjos
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Sabe que não faz muitos dias meu filho de 13 anos me questionou sobre esta diferença entre um guri pegador e uma guria pegadora, vulgo puta??? Nao falo inglês, e poucas são as músicas que eu paro para conhecer a tradução. Obrigada por me trazer esta.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou chata com músicas, mas essa é uma das que eu gosto!
    A letra é realmente um tiro! Adorei a sua postagem e as coisas que você falou, e como falou!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Beyoncé é uma rainha diva, e essa música sempre soube seu "significado" por trás. Até porque o clipe nos traz muito também esse questionamento. Não é somente ser um menino, mas ter a liberdade, o esteriótipo que a sociedade faz sobre o homem. Adorei o questionamento e que traga mais sobre o mesmo <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila,
    Amei seu texto e realmente são coisas que hoje aos 24 anos estou me questionando muito.
    Apesar de ser maior de idade, vejo que meus pais ainda tem uma certa rédea sobre mim e agora estou começando mais a impor o que quero ou não, sei que ainda moro com eles e devo respeito, mas acho que já passei da idade de impor minhas decisões e opiniões.
    Realmente os homens tem liberdades, mas eu como mulher mais do que nunca estou buscando meus espaço e fo&%$ a opinião dos outros se eu tiver sucesso no meu caminho, mérito meu, se não é mais uma forma de aprendizado.
    Só digo uma coisa, agora que estou me libertando dessas "amarras" das convenções sociais, tenho me sentido muito melhor e bem comigo mesma.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Realmente nos mulheres não estamos acostumadas a tanta liberdade e sofremos preconceito até hoje. Sou uma mulher que trabalha na área de TI então já sofri mt e ainda sofro, mas nem por isso deixo de fazer o que amo.
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  9. Apesar de eu não ser fã da Beyoncé, gosto bastante dessa música justamente pela questão feminista embutida nela. Nós ainda somos muito oprimidas por uma sociedade que privilegia o comportamento masculino e nos vê somente como apêndices. Bem bacana a tua reflexão em cima da música.

    ;*

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Como reagir a esse texto sem ser com aplausos??? Concordo muito com o que escreveu e com sua forma de pensar, é terrível estarmos no século 21 e a mulher ser julgada da mesma forma que antigamente, e aí de nós se formos lutar pelos nossos direitos né?! É triste ver como nossa realidade é horrível. Parabéns pelo texto, amei sua forma de expressar e de escrever também. Além disso, acho essa música fucking incrível!!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Admito que nunca parei pra analisar a musica desse jeito....
    Muito legal, me fez parar pra pensar...
    Ótima analise! Eu tento criar meu filho da melhor maneira possível. Para que ele saiba respeitar não apenas as mulheres. para ele respeitar os seres humanos a sua volta.

    Parabéns pelo post.

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Nunca tinha parado para analisar esta música, tem algumas outras que andei parando para ouvir com mais atenção e é um tiro atrás do outro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. bem foda essa análise, nao curto a música de Beyoncé mas acho válida demais a critica qu e ela fez com essa canção. parece que nosso crime é ter nascido mulher. ainda temos muuuuito a conquistar numa sociedade tão patriarcal e misógina...
    bjs...

    ResponderExcluir
  14. Não gosto do estilo musical da Beyonce, mas concordo que essa letra é poderosa. Pensar o quão longe estamos em equidade do sexo masculino me deixa muito triste, mas ver o tanto que nossa sociedade já progrediu dá um orgulhinho gostoso. E vamos em frente que nossas bisnetas talvez presenciem essa igualdade entre os sexos.
    Beijos

    ResponderExcluir

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais

Titulo do slide...

Aqui voce vai colocar o conteudo ou falar sobre seu artigo relacionado a imagem do lado

Leia mais