terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Organização...



Olá amoras! Como vocês estão? Espero que bem.  

Eu já tinha informado para vocês que nossas terças seriam um pouquinho diferentes agora. Ao invés de dicas, teríamos apenas um post por mês para isso. Assim, fazendo com que o blog fique bem mais diversificado.

Bom, o blog vai estar cheios de novidades sim. Mas não hoje. Hoje vamos para mais uma sessão de dicas, a primeira do ano. Preparados? Então vamos falar de organização.



Gente eu já comentei antes sobre uma agenda que eu tenho, onde eu tento organizar todos os assuntos que eu espero debater com vocês no mês.

Eu não sou lá muito organizada. Nesse momento, por exemplo, minha mesa de trabalho ta uma bagunça. Post-it, agenda, caderno, garrafa de água. Tudo uma loucura.

E, por mais que eu tente, não consigo deixar o lugar onde estou trabalhando organizado. Um defeito? Talvez. Mas não vá pensando que sou porca não. Só que minha mente vive a mil e, na tentativa de acompanhá-la, não sobra tempo para por cada coisa no lugar.

Enfim, sou bastante desorganizada, confesso. Mas quando se trata de planejar, ah eu sou tão organizada que beiro ao TOC.

Gente, não é exagero não.

Pra vocês terem uma ideia, o meu objeto preferido são agendas. Os aplicativos do celular que mais mexo são calendários e notas. Eu preciso sempre anotar o que eu vou fazer e quando vou fazer. Se for o caso, ás vezes, até como vou fazer.

E de verdade, essa mania quebra um galho.

Pense você, escritor, como o mundo seria mais fácil se você tivesse um caderno de fichas de personagens. Fichas essas que detalham não só a aparência, como a personalidade e motivos para tal.

Ou então, um caderno-roteio. Onde você iria esquematizar todas as cenas, por capítulo, dia ou semana. imagine só que delícia seria. "O que vou escrever hoje? Ah, sim. Hoje é o dia que Geraldinho vai beijar Lucinha."

O mundo seria um lugar tão lindo.

Não estou dizendo que você precisa fazer isso. Longe de mim ditar regra. Credo! Mas pensa se algumas coisas não seriam bem mais simples. Se você não consegue seguir o roteiro, ao menos uma ficha dos personagens, onde você pode recorrer atrás daqueles pequenos detalhes que a gente vire e mexe esquece. Outro dia mesmo esqueci que uma personagem secundária era loira e quase disse que os cabelos pretos dela estavam sedosos aquela manhã. Pensa no escândalo que seria.

Somos escritores, mas isso não significa que a gente não esqueça uma coisa ou outra. E muito personagem, muito detalhe sobre passado e futuro. Somos apenas um.

Se você está ai pensando se vale a pena ou não, vou te dizer que com toda a certeza vale. Estamos falando de simplificar as coisas, oras bolas.

Pra que reler o ultimo capítulo pra saber onde parou se você pode dar um olhada no esquema e descobrir que é hoje que Joãozinho vai se declarar pra Ofélia.

Lembram do desafio NaNo? Onde eu tive que escrever um pequeno livro em um mes. Gente, se não fosse o modesto resumo que eu fiz, e na maioria das vezes mudei, e a ficha dos personagens eu estava perdida.

Nós precisamos de organização. Precisamos planejar o que vai acontecer, precisamos traçar um perfil psicológico dos nosso personagens. E você faz tudo isso, mas na sua mente. Que muitas vezes está tão preocupada com a conta de luz que vence amanhã que esquece esses mínimos detalhes.

Mais uma vez, não estou dizendo que você deve fazer isso. Não estou dizendo que o escritor que não se organiza seja um escritor ruim. Porque não é.

Cada um tem o seu jeito. Eu escrevo com música, alguns escrevem no silencio. Eu funciono melhor antes de dormir ou em sonhos. Alguns tem ideias durante o banho ou quando acabam de acordar. Eu preciso me manter organizada. Alguns são muito mais espontâneos e deixam a própria história guia-los.

Não existe apenas uma receita para se tornar escritor. Cada um tem a sua.

Perdoem a analogia, mas escrever é como cozinhar. Cada um tem o seu segredo e seu jeitinho. E, na maioria das vezes, fogem das receitas pré-estabelecidas.

Enfim, peço humildemente que, caso voce tenha se interessado, pratique essa ideia. Crie sua própria ficha. Vou deixar um exemplo pra vocês se espelharem:








ampliem, se precisar

Por hoje foi isso.

E você? Vai tentar ou prefere o seu método? Ah, e qual é o seu método? Me conta. Comentem o que acharam. Vamos dialogar!

Um beijo e até a próxima ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário