segunda-feira, 15 de agosto de 2016

O Livro das Princesas

Olá pessoinhas!

A segunda está quase acabando, mas eu não poderia deixar que esse dia passassem em branco. Hoje a gente vai ter resenha sim e vai ser sobre um amorzinho de livro. Literalmente. Estejam preparados, pois vamos falar sobre O Livro das Princesas.


Título: O Livro das Princesas

Autores: Paula Pimenta, Meg Cabot, Patrícia Barboza, Lauren Kate
Editora: Galera Record
Ano de Lançamento: 2013
Páginas: 288


Sinopse: As mais populares autoras contemporâneas norte-americanas, Meg Cabot (Diário Da Princesa e A Mediadora) e Lauren Kate (Fallen), se unem às brasileiras e igualmente bem-sucedidas Paula Pimenta (Fazendo Meu Filme) e Patrícia Barboza (As Mais) em uma coletânea que reinventa contos de fadas clássicos.


A gente já havia comentado sobre O Livro dos Vilões aqui, onde quem comanda as histórias são as madrastas, meias-irmãs, bruxas e lobos. Se você ainda não viu, confira clicando em Vilões Para Presidente

O Livro das Princesas não vem nos contar o outro lado da história, mas também não é aquele conto de fadas com que estamos acostumados. Nada disso. As histórias são mais modernas, como se estivessem acontecendo bem na nossa rua e os personagens são bem reais.

A capa é uma delícia. Toda menininha e cheia de referências aos contos que vamos passar a conhecer melhor. Com cores alegres e com tons de rosas, a capa já nos diz o que vamos encontrar: histórias sobre princesas, sim senhor.

Mas e essas escritoras? Tão lindas e cheias de talento.

Meg Cabot é quem inicia o livro. Você já deve ter ouvido falar dela, ou de suas histórias. Ainda não sabe quem é? O Diário da Princesa diz algo para você? Sim, meus amores. É essa mesma autora que assina o primeiro conto,  A Modelo e o Monstro, baseado em A Bela e A Fera.

Logo em seguida, uma brasileira vem nos presentear. Paula Pimenta! A autora de Fazendo Meu Filme e Minha Vida Fora de Série. Além de outros livros maravilhosos. É ela quem escreve Princesa Pop, uma releitura de Cinderela. Vocês já sabem a quedinha que tenho por escritores nacionais, então vou deixar pra comentar melhor mais tarde.

Lauren Kate é quem nos presenteia com Eclipse do Unicórnio. Se você ainda não assimilou o nome a pessoa, essa é a autora de Fallen. Agora sim. Esses são os gritinhos que eu estava esperando. O conto da gata é uma nova face de A Bela Adormecida.

Para fechar com chave de ouro, Patricia Barboza vem nos divertir com Do Alto da Torre. Eu não conhecia a autora, confesso. Mas adorei o conto e vocês logo vão saber o porquê.

Mas como eu já disse, isso é um livro de contos. Se é pra resenhar, então vamos resenhar conto por conto.

A Modelo e Monstro é totalmente diferente de A Bela e Fera. Ta, tem uma certa semelhança, mas é tanta surpresa que fica difícil que a base foi um conto de fada tão sem graça. Shiu! É o meu conto de fadas preferido, então eu posso. Lê esse conto pra você vê o quão sem graça a historinha da Disney é em comparação ao conto de Meg Cabot.
Nele conhecemos Belle e Adam. Belle é uma modelo, obviamente, sendo julgada pela sua aparência constantemente. Ela ama ler e detesta tirar fotos, mas este é o seu trabalho, então ela faz.  Adam é rico e não tem Prince só no nome. É gentil e tem compaixão. Não vou dizer o porquê dele ser a fera, leiam que vocês vão adorar o que Meg inventou.

Princesa Pop é princesa só no nome. Cintia até que era meio rica, mas todo o seu mundo desmorona com a separação nada amigável de seus pais. A relação com o pai se enfraquece e a menina se vê longe da mãe. Com um cenário real e problemas que podem muito bem acontecer com a gente, a história é leve e divertida. Cintia tem um humor ácido e é bem madura para sua idade. Confesso que a madrasta dela é mesmo intragável e que cheguei a desejar tudo de ruim para ela. O equilibrio entre os personagens é maravilhoso e de longe foi a história que melhor fluiu para mim. Ponto para Paula Pimenta.

Uma nova história sobre a Bela Adormecida se desenrola em Eclipse do Unicórnio. Lauren Kate soube brincar com o ilusório e o real. A magia está totalmente impregnada à realidade, como se sempre tivesse estado ali, ao nosso alcance. O foco intercala entre Percy, mundo real, e Talia, mundo mágico. Gostei bastante dessa brincadeira, mas confesso que a narrativa não me prendeu tanto quanto à dos outros.

Em Do Alto da Torre conhecemos Camila (oi xará), a Rapunzel dos dias atuais. Camila tem de fato um cabelão e mora numa torre, ops, apartamento. Mas as semelhanças acabam por aí. A madrinha é uma boa pessoa e só quer o bem da protagonista. O príncipe é um sapo, a bruxa quase não aparece e quem a gente menos espera acaba por se tornar o verdadeiro príncipe. Ah, claro que tem fada madrinha! Mas essa atende pelo nome de Priscilla e é a melhor amiga da Rapunzel. Uma delícia de conto para se ler.

Resultado final: Eu me apaixonei pelo livro, de modo que terminei após poucas horas. As histórias são muito divertidas e reais. Me comovi com os personagens e tomei suas dores como minhas. Felizmente, o livro não é tão melancólico assim. Eu que sou romântica demais para isso.
Como o outro, este também nos traz um tema para se pensar: a aparência. Nem todos são aquilo que pensamos ser. Alguns príncipes são sapos, alguns monstros são príncipes. A princesa não é só beleza e nem sempre é princesa em todas as horas. Ás vezes ela se esconde em roupas pretas ou perucas. E aqueles que pensamos conhecer muito bem, pode simplesmente tirar um pedacinho de máscara e nos revelar a sua verdadeira identidade.

Eu estou completamente apaixonada e agora vou ter mais autoras na minha lista de preferida.

Leia esse livro e descubra o quanto é fácil se apaixonar.

2 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar sobre esse livro , mas , ainda não tinha parado pra ler nenhuma resenha. Já estava na minha wishlist ( Confesso que mais pela capa ) e agora quero ele ainda mais rs

    majestadecultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado. Confesso que não botava muita fé nesse livro e só o li porque a Paula Pimenta fazia parte das autoras, mas me surpreendi com os contos. Espero que o mesmo aconteça contigo.

      Excluir